Sites de pirataria atraem 53 bilhões de visitas por ano

Autor: 
Mariana Noffs

Canções nacionais garotas
© iStockphoto.com/Neustock

Estudo da companhia antifraude MarkMonitor analisou os níveis de tráfego ilegal em 43 sites de troca de arquivos e mostrou que os sites de pirataria recebem 53 bilhões de visitas por ano. Só os três mais populares - RapidShare.com, Megavideo.com e Megaupload.com - geraram mais de 21 bilhões de visitas.

Em entrevista à BBC, Mark Mulligan, analista da companhia de pesquisa Forrester, ressalta que o número de visitas não é necessariamente igual ao número de downloads. Mesmo assim, os dados mostram que sites comerciais de troca de arquivos estão se tornando tão populares quanto a tecnologia P2P (peer-to-peer) para compartilhar músicas e filmes pirateados. "Os sites de upload, junto com serviços de mensagem instantânea e blogs, estão agora pareados com sites P2P quando se trata de pirataria", completa o analista.

Um dos sites analisados pelo estudo, o RapidShare, já caiu nas garras da RIAA, organização que representa a indústria fonográfica nos EUA, que acusa a empresa suíça de armazenar quantidades enormes de conteúdo pirateado. A RIAA pede que o site instale filtros para impedir que conteúdo ilegal passe de mão em mão através do site.

Segundo Mulligan, a tentativa de bloquear o conteúdo do site lembra as primeiras ações para fechar o Napster, o que demorou anos. "A troca ilegal de arquivos está se tornando incrivelmente complexa e controlá-la está trazendo encargos excessivos", completa Mulligan.

Artigos relacionados

Publicado em 11/01/11